Arteterapia e liberdade de criação


A arte é uma forma de expressão humana que está além do racional, pois se utiliza da intuição. Possibilita pessoas com dificuldade de comunicar seus sentimentos possam expressar por meio da pintura, da escultura, da música, ou de outras formas de expressão.

Além disso, também permite a criação de uma obra concreta, que pode revelar aflições internas. A arte é um meio de expressar nossos sentimentos, a criação livre nos possibilita a exteriorização de nossas experiências internas, ampliando nossas possibilidades existenciais.

"Todos somos artistas, nossa vida é a nossa grande obra de arte. Uma obra em constante processo, sempre inacabada."
(Bruno Carrasco)

A arteterapia é uma atividade que possibilita transitar pelos caminhos da criação artística para expressar sentimentos, dores e amores, onde o sentido de cada obra varia de acordo com a história e experiências de vida de cada pessoa, se relacionando com as questões que está atravessando no momento.

Sua prática possibilita inicialmente uma sensação de alívio por meio da expressão, por colocar para fora aquilo que nos exerce pressão dentro, e posteriormente uma aproximação com nossas experiências internas, tanto positivas quanto negativas, que podem estar dificultando os afetos, possibilitando assim a autoconsciência e a autopercepção.

O arteterapeuta é responsável por mediar a atividade, acompanhando o processo de criação, os materiais escolhidos e a maneira de criar livremente de cada um, relacionando estes com as questões emocionais experimentadas, auxiliando na ampliação da percepção de si e das possibilidades de fluir de cada indivíduo, estimulando sua autonomia criativa e emocional.

A arteterapia permite também ressignificar as experiências internas por meio da criação livre, fazendo da arte uma expansão da própria vida, estimulando a saúde criativa, superando dificuldades e barreiras para viver de maneira mais plena consigo mesmo e com os outros.

O caminho da arteterapia é o encontro consigo mesmo, por meio da abertura para a expressão, onde o participante é encorajado a escolher livremente sua própria ação, criando e tomando contato suas expressões, estabelecendo pontos de relação entre seus sentimentos, passando a admirar sua vida como uma obra de arte, sempre em processo e transformação!

Os encontros incentivam a ampliação da percepção de si e de suas possibilidades de ser, ressignificando  as experiências internas. A arte se torna uma via de expressão e de expansão da própria vida, estimulando a saúde criativa, passando a olhar para a vida como uma grande obra de arte.

Em cada encontro, são utilizados materiais distintos, podendo utilizar de colagens, pinturas, desenho livre, giz de cera e argila, além disso também elementos da escrita terapêutica, como a criação de poesias, histórias e contos, inclusive a criação sonora, com instrumentos musicais e sonoros, percussão e voz.

A troca de materiais e instrumentos utilizados em cada encontro faz parte do processo terapêutico, pois incentiva aos participantes se expressarem por meio de diferentes instrumentos e materiais, estimulando a disposição e abertura para novas experiências.

Durante o procedimento, não há nenhum tipo de julgamento estético ou de valor sobre o que é criado, na arteterapia não se aplica o uso de conceitos como bonito ou feio, certo ou errado. O importante é a criação, o processo e a expressão, e não apenas o fim.

Além disso, nada precisa ser dito, ninguém precisa comentar sobre o que criou, os participantes são convidados a comentarem, ou não, sobre como se sentiram durante a criação e com os materiais que utilizou.

A arteterapia nos convida a transitar pelos caminhos da criação livre, sem a necessidade de conhecimentos prévios em arte, por meio de um processo que incentiva a liberdade e a criatividade, possibilitando colocar para fora experiências e sensações de maneira criativa e livre. Não há um modelo a ser seguido, mas uma ampla possibilidade de se estimular a criatividade por meio da plástica.

"Não poderia a vida de todos se transformar em uma obra de arte? Por que deveria uma lâmpada ou uma casa ser um objeto de arte, e não a nossa vida?"
(Michel Foucault)


Por Bruno Carrasco, psicoterapeuta existencial.
Arteterapia e liberdade de criação Arteterapia e liberdade de criação Reviewed by Bruno Carrasco on 15:46 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.